O “BOOM” DOS CABOCLOS E PRETOS-VELHOS

Qual teria sido a razão do volumoso aparecimento de espíritos de índios (chamados de caboclos) e negros velhos escravizados (chamados de pretos-velhos) nos cultos afro-indígenas e nas reuniões espíritas kardequistas no final do Século XIX e começo do Século XX?

Acredito que esses espíritos já viam ajudando as pessoas quando ainda estava encarnados e quiseram continuar com esse trabalho após a desencarnação, ensejando o aparecimento de um “boom” mediúnico. Evidentemente, isso só foi possível graças à existência de uma enorme quantidade de médiuns no Brasil.

Por outro lado, espíritos que não tinham sido índios e negros velhos escravizados também começaram a se manifestar com as características dessas figuras típicas da cultura brasileira, aproveitando a abertura proporcionada pela simpatia da população.

Em determinado momento, acredito que os dirigentes espirituais do Brasil decidiram organizar o “boom” mediúnico, fundando uma religião alicerçada na mediunidade para estimular os caboclos e pretos-velhos a aprimorarem seu trabalho assistencial. Essa tarefa teria sido entregue ao Caboclo das Sete Encruzilhadas, que fundou oficialmente a Umbanda (1) em 1908.

Antigamente, a manifestação de caboclos e pretos-velhos como espíritos socorristas não eram bem-vinda nas reuniões mediúnicas kardequistas. Hoje, alguns centros kardequistas aceitam a manifestação de espíritos de índios e negros escravizados e até permitem que eles pratiquem magia benigna nas reuniões. Entretanto, na minha avaliação, o exercício do magismo em reuniões kardequistas é uma incongruência lógica porque o Espiritismo não defende esse tipo de prática, mesmo que para objetivos benéficos.

NOTA:

(1) Segundo o dicionário “KIMBUNDU – PORTUGUÊS” de Antônio de Assis Junior (Editora Argente, Santos & Cia Ltda, Luanda, Angola, 1967), a palavra umbanda pode ser traduzida como magia, arte de encantar, arte de curar.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s