OS ORIXÁS E O ESPIRITISMO KARDEQUIANO

No livro REGISTROS DE UMBANDA, o pesquisador Renato Dias afirma que os umbandistas que seguem as orientações do Caboclo das Sete Encruzilhadas, espírito que fundou oficialmente a Umbanda no Brasil em 1908, não consideram que os orixás sejam divindades (1). Segundo esses umbandistas, os orixás são espíritos superiores.

xxx

Como não existe documento oficial sobre o assunto, imagino que essa crença dos orixás como espíritos superiores está alicerçada em um ensino oral do Caboclo ou de Zélio.

Essa visão dos orixás como espíritos superiores é consentânea com o Espiritismo kardequiano, que não acredita na existência de divindades. Vê-se, assim, que, às vezes, a Umbanda preconizada pelo Caboclo das Sete Encruzilhadas se aproxima bastante das postulados de Allan Kardec.

No entanto, a visão dos orixás como espíritos superiores contraria a crença de 99% dos umbandistas, que preferem acreditar que os orixás são divindades, conforme a tradição africana.

NOTAS:

(1) REGISTROS DE UMBANDA, Renato Henrique Guimarães Dias, edição do autor, Rio de Janeiro, 2013, página 91.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s